SOLUÇÕES AGE DO BRASIL EM TERCEIRIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE COSMÉTICOS E PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL

Terceirizar a produção de cosméticos é contratar outra empresa para executar as tarefas solicitadas por você, ou seja, a fabricação dos produtos que serão vendidos pela sua marca. Há uma ampla gama de cosméticos que podem ser terceirizados, por exemplo, xampus, condicionadores, sabonetes líquidos, cremes hidratantes para pele, óleos.

Para que a parceria renda bons frutos, é importante especificar as obrigações e estar atento a alguns cuidados essenciais. Por meio de um contrato de prestação de serviços, as duas empresas estabelecem uma relação que deve ser benéfica para ambos os lados. Quem está terceirizando o serviço define os níveis de qualidade desejados e explica como espera que as atividades devam ser realizadas.

No caso de empresas que terceirizam a produção de cosméticos e produtos de higiene pessoal com a  AGE do Brasil, deixamos claro que não desenvolvemos fórmulas, mas as produzimos com excelência o padrão de qualidade, que é referência nacional. Também é importante ressaltar que a AGE não desenvolve marcas nem possui marca própria, mas nossa solução integrada é pensada e executada para o crescimento de sua marca e de seu negócio.

produção de cosméticos

AGE DO BRASIL: EXCELÊNCIA EM TERCEIRIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE COSMÉTICOS

Dissemos anteriormente que a AGE não desenvolve marcas nem possui marcas próprias tampouco desenvolve fórmulas para os produtos que fabrica, nosso trabalho é executar as fórmulas de nossos parceiros e clientes e executar os seguintes serviços:

Assessoria jurídica: Conte com nossos advogados experientes e especialistas tanto em terceirização quanto em negócios da indústria de cosméticos e produtos de higiene pessoal.

Assessoria contábil e fiscal: Traçamos propostas e estratégias de negócios seguras de acordo com o seu projeto, sempre mantendo o foco nos resultados.

Importação e exportação: Buscamos insumos e matérias-primas dos melhores fornecedores e exportamos o produto final, com flexibilidade, transparência e redução de custos na operação com radar próprio e ilimitado.

Logística: Armazenagem e entrega de cargas (total ou fracionada) com garantia de prazo e segurança no transporte.

Controle de qualidade: Somos a empresa na América Latina certificada ISO 9001 e ISO 14001 no segmento, fazendo da credibilidade uma das nossas principais marcas.

Assuntos regulatórios: Gestão e manutenção de documentos e registros da sua empresa.

produção de cosméticos

VÍDEO – Gestão Industrial: a AGE do Brasil foca no padrão da qualidade

A busca por boas práticas de fabricação e excelência de produção é uma constante na AGE do Brasil. A empresa procura se inspirar nos rigorosos padrões orientais de planejamento, considerando etapas importantes de execução e correção imediata de falhas a fim de garantir o desperdício.

 

O especialista em gestão industrial, Ivan Gonçalves, acredita que as empresas que passam a trabalhar de acordo com essas premissas conseguem melhores resultados em médio prazo. Para ele, a AGE é uma empresa dinâmica e prova disso é que foi pioneira, em 2008, em gestão da qualidade em terceirização de cosmético, quando esse conceito estava chegando ao Brasil. Em 2012, a empresa foi uma das primeiras em implementar ações gestão ambiental, com foco em sustentabilidade – englobando tanto cuidados com o meio ambiente quanto com relação à saúde, à segurança e à qualidade de vida no trabalho de seus funcionários.

 

Daniela Arend, diretora da qualidade da AGE do Brasil, endossa a relevância do trabalho da empresa em conscientizar a equipe sobre a importância do trabalho individual e o quanto cada pessoa contribui para a qualidade final dos produtos fabricados na AGE. Tudo isso transmite uma imagem de credibilidade da empresa para o mercado.

 

Indústria: Quais os produtos cosméticos mais usados no Brasil?

A promissora indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC) apresenta dados de crescimento constante. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), nos últimos 20 anos, o setor cresceu em torno de 11,5% (ao ano). No ranking mundial de consumo de produtos de beleza, Brasil ocupa a terceira posição, perdendo somente para os Estados Unidos e o Japão. Entre os cosméticos mais usados por mulheres brasileiras, os cremes hidratantes são os primeiros da lista, já entre os homens, o produto mais consumido são as espumas de barbear, para ambos os sexos, protetor solar são os mais vendidos.

COSMÉTICOS MAIS USADOS NO BRASIL IMPULSIONAM OS NÚMEROS DO SETOR DE HPPC

A indústria de cosméticos pode ser dividida entre produtos para cuidados da aparência, perfumaria e higiene pessoal. Juntos, esses segmentos respondem por um faturamento anual de mais de 40 bilhões de reais, sendo responsável por quase 2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Segundo a Euromonitor International, as vendas no Brasil cresceram mais de 45% entre 2011 e 2016, considerando a crise econômica, esse número se torna ainda mais expressivo. Tal desempenho deixa o mercado otimista, e, ainda de acordo com a Euromonitor, até 2020, a média de crescimento anual deverá ser de 2,7% – num acumulado de mais 14,3% -, gerando mais de R$ 115 bilhões em vendas.

Os campeões de venda em 2016, além dos cremes hidratantes e das espumas para barbear – no nicho de cuidados pessoais ­–, figuraram, pela primeira vez entre os cosméticos mais usados, os cremes e outros produtos para cabelos crespos ou cacheados e as loções e itens de cuidados com a barba. Entre os produtos de higiene pessoal: sabonete, creme dental e protetor solar são que mais vendem.

A alta do dólar e a crise econômica fizeram com que os brasileiros passassem a preferir produtos nacionais, e isso foi fundamental para a manutenção do crescimento do setor.

 

Cosméticos e higiene pessoal para crianças, um mercado em expansão

Um nicho que vem ganhando espaço entre os brasileiros é o de produtos de higiene e cosméticos infantis. Nos últimos cinco anos, esse mercado teve um incremento de 45,6%, R$ 3,93 bilhões (em 2016), de acordo com dados da Revista Exame – via Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). São produtos com fórmulas – texturas, cores, fragrâncias etc. – especialmente criados para os cuidados com a pele e a saúde dos pequenos.

HÁBITOS DE USO E DE ESCOLHA DE PRODUTOS COSMÉTICOS

Os hábitos de consumo de produto de higiene refletem o estilo de vida de cada região do País. A classe C é a que mais gasta, proporcionalmente, com cosméticos. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) atestam que quem ganha entre dois e dez salários mínimos gasta 1,46% da renda com xampu, condicionador e maquiagem.

Um estudo sobre comportamento quanto ao consumo de cosméticos realizado por pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FCFRP-USP), envolvendo 101 pessoas (49 homens e 52 mulheres), entre 18 e 35 anos, com concentração de renda média de R$ 788,00 (em 2015), trouxe dados interessantes para o setor.

Quanto à finalidade do produto: 30 pessoas buscavam tratamento; 28, melhorar a aparência; 26 procuram algo que traga bem-estar; 11, higiene; e 6, prevenção.

O que levam em consideração na hora de escolher entre um ou outro produto (podendo marcar mais de uma opção): entre outros, 61 entrevistados responderam considerar a marca; 58, o preço; 50, consideram indicação de amigos.

Quanto à fidelidade a marcas: 38 mulheres responderam que compram marcas variadas, enquanto 25 homens compram sempre a mesma marca.

Confira a pesquisa completa nos gráficos abaixo.

cosméticos mais usados no Brasil

Os bons números deste mercado chamam atenção de quem busca uma nova oportunidade de negócio. Já pensou em ter sua própria marca de cosméticos? Saiba como terceirizar a produção e avalie a possibilidade e fazer parte deste nicho promissor.

Terceirização de cosméticos

Invista no seu crescimento profissional. Conheça o perfil que as empresas mais buscam

Chegou o tempo em que formação profissional, embora ainda seja fundamental, já não basta para que um profissional seja bem visto no mercado de trabalho e desejado pelas empresas. Com a globalização, a velocidade e a quantidade das informações são exponencialmente maiores que há dez, há cinco anos ou até há dois anos, isso exige muito das empresas, que, por sua vez, precisam de profissionais capazes de se adaptar a todas as mudanças, assimilando as novidades, traçando estratégias e sabendo lidar com alterações no percurso e gerando resultados. Muitas vezes, o tempo de pensar, repensar e agir é muito curto, e o profissional do século XXI precisa estar apto a realizar todas as tarefas com eficiência.

Se você deseja crescer profissionalmente, fique atento às necessidades dos empregadores!

 

CRESCIMENTO PROFISSIONAL: SEJA A DIFERENÇA QUE AS EMPRESAS DESEJAM

Listamos abaixo algumas das principais exigências dos gestores de recursos humanos das empresas.

 

Atualização acadêmica

Foi-se o tempo em que ter um curso superior era sinônimo de estabilidade no emprego. Atualmente, as empresas buscam mais que um profissional “formado”, elas desejam alguém em constante formação. Desse modo, é importante estudar idiomas, fazer MBAs ou outros cursos de especialização e buscar estar sempre atento ao que há de novo, aprender para pôr em prática esses novos ensinamentos. Nunca ache que sabe tudo!

 

Dinamismo

Ser capaz de antecipar os eventos e agir preventivamente é uma das características das pessoas dinâmicas. Não espere que as coisas lhes sejam solicitadas o tempo inteiro, crie oportunidades e faça acontecer. Aja com vigor e mostre vontade em suas ações.

 

Capacidade de se adaptar às mudanças

Você se lembra de como era um escritório há dez anos? De como se comunicava com amigos, familiares e colegas há cinco anos? A oferta de novas tecnologias é constante e elas mudam a desde o modo como conversamos até os processos mais elaborados de uma empresa, seus métodos de produção etc. Tão importante quanto estar atento às novidades é saber se adaptar a elas e utilizá-las no dia a dia.

 

Ter visão global

Realizar suas tarefas com eficiência não é mais que obrigação. Hoje, para se destacar, é preciso conhecer a cadeia de processos. Quem almeja crescer profissionalmente deve entender o funcionamento da empresa e do mercado, pois somente assim é possível ter pensamento estratégico, ou seja, traçar objetivos que alinhem os negócios da empresa às exigências do mercado. Para isso, é fundamental ser um bom observador, ser organizado, ter um bom relacionamento interpessoal com colegas de todos os setores e funções e analisar um problema sob diferentes pontos de vista.

 

Ser multitarefa

A capacidade de executar diversas tarefas é um desdobramento da visão global, e ambas são diferenciais desejáveis em um bom profissional.

 

Espírito de equipe

Um bom líder deve promover o trabalho em equipe, manter a motivação de todos os funcionários e ter um canal de comunicação aberto a críticas ou sugestões, pois isso só fortalece os vínculos, fazendo com que todos queiram fazer o seu melhor em prol de um resultado final. Cada membro da equipe de trabalho deve realizar suas tarefas pensando também em auxiliar os demais sempre que possível/ necessário.

 

Criatividade

Algumas vezes, por mais preparado que seja o profissional, as situações saem do controle. Para lidar com esses problemas excepcionais, é preciso encontrar soluções criativas rapidamente. Novamente aqui, ter uma visão globalizada dos processos é indispensável, assim, você pode atacar o problema em diversas frentes.

 

Crescimento profissional

As relações interpessoais são um terreno delicado em todas as esferas, e em uma empresa não é diferente. São muitas pessoas, com culturas, ideologias e comportamentos diversos. Desse modo, gerir uma equipe não é tarefa fácil e, por isso, muitas pessoas não se acham capazes de executá-la. Há quem de fato não seja capaz de liderar um grupo de funcionários em uma empresa, entretanto, com inteligência emocional – que pode ser aprendida ou desenvolvida – cargos de liderança podem ser ocupados por muitos profissionais que se julgam incapazes.

 

Mas, o que é inteligência emocional?

Para a Psicologia, trata-se de saber perceber, entender, usar e controlar as emoções, ou seja: reconhecer, avaliar e lidar com nossos próprios sentimentos e com os sentimentos alheios em diferentes situações. Saber analisar as situações e as reações de todas as pessoas envolvidas sem se descontrolar emocionalmente é uma característica dos profissionais emocionalmente inteligentes.

A inteligência emocional é fator determinante para manter um bom relacionamento interpessoal, organizar a equipe e negociar soluções, gerando melhores resultados.

 

A AGE do Brasil é uma empresa interessada em seu maior capital, nossos funcionários. Já conhece nosso trabalho? Entenda sobre a terceirização de cosméticos e como nossa indústria viabiliza os planos de nossos clientes.

Crescimento profissional

LOGÍSTICA: UM DIFERENCIAL DA AGE

As soluções integradas da AGE do Brasil são personalizadas, e as estratégias são traçadas de acordo com a necessidade de cada cliente, com o aval do jurídico e dos investidores das empresas envolvidas, dentro das conformidades financeiras e legais. Nosso serviço de logística, um diferencial entre empresas de produção terceirizada, é uma dessas soluções pensadas para atender da melhor maneira aos anseios de nossos clientes. Uma vantagem contábil é que, ao guardar os produtos em nosso estoque, a AGE não repassa a tributação para o cliente (isso sobrecarregaria o caixa dos clientes em até 40%), assim, o cliente economiza seu dinheiro, e nós ficamos responsáveis pela gestão do estoque, transferindo somente a quantidade necessária no momento indicado.

Outro benefício logístico é a praticidade, além da segurança da mercadoria e dos cumprimentos de prazo, quando, por exemplo, nosso o parceiro opta por manter o estoque na AGE, e nós, por meio de transportadoras terceirizadas, entregamos o produto diretamente no ponto de comercialização (farmácias, lojas, supermercados etc.).

 

LOGÍSTICA AGE: EXPANSÃO INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS

Em tempos de crise política, quando a imagem do Brasil no exterior está tão arranhada, estamos buscando a Certificação Profissional em Compliance Anticorrupção (CPC-A), dado pelo Lec Certification Board (LCB), que visa certificar em nível global empresas idôneas, garantindo a credibilidade técnica e de relacionamentos internos e externos.

Mais que manter o crescimento em território brasileiro, a AGE vem trabalhando fortemente para alcançar e de fortalecer no mercado internacional. Para isso, estamos investindo cada vez mais em qualidade, não somente de insumos e processos, mas também com relação ao meio ambiente. Hoje, temos ISO 9001 para todos os processos e ISO 14001 para relacionamento com o meio ambiente.

Somos reconhecidos por nossa qualidade, e durante agosto de 2017 tivemos um grande desafio: a validação nas unidades AGE 1 e AGE 2 nos certificados de ISO 9001 e 14001 versão 2015, declaração que nos torna, mais uma vez, líderes em certificação de qualidade e meio ambiente na América Latina.

Conheça a Solução Integrada para Cosméticos, desenvolvida pela AGE do Brasil.

Logística

AGE do Brasil vive momento de crescimento e expansão em meio à crise econômica

A crise política e econômica no Brasil parecia não dar trégua e, enquanto muitas empresas fecham fábricas ou encerram totalmente suas atividades, algumas indústrias não somente mantêm suas atividades como experimentam considerável crescimento e vêm expandindo seus negócios, alcançando novos mercados. De acordo com levantamento realizado pela Betalabs, especializada em Enterprise Resource Planning (ERP), de nove segmentos analisados no último ano, o setor de cosméticos foi o segundo em crescimento (8%), atrás somente do alimentício (9%).

 

No mercado internacional, o Brasil responde por 7,1% do consumo de cosméticos e produtos de higiene pessoal. A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) projetou, para 2017, crescimento de 4,5% em higiene pessoal; 3,4% em perfumaria e 2,7% em cosméticos, em relação a 2016.

 

COMO A AGE DO BRASIL CONSTRUIU SEU CRESCIMENTO EM TEMPOS DE CRISE ECONÔMICA

Há 15 anos, a AGE investe no Brasil, pois acredita no potencial de trabalho e no mercado brasileiro. Nos últimos quatro anos, a operação da AGE saiu de uma abrangência centralizada em Santa Catarina e foi também para São Paulo visando a melhor logística de entrega. Encontramos dificuldades que foram superadas desde o começo de uma forma tão positiva, que batemos todos os recordes de produção jamais pensados, e isso alimentou ainda mais a vontade de crescer.

Em 2015, produzimos 30 milhões de unidades somente na Matriz, em Palhoça (SC). No ano seguinte, quando a Unidade 2 (em Vinhedo, SP) entrou em funcionamento, praticamente dobramos a produção como resposta às demandas deste segmento de mercado tão promissor para qual terceiramos a produção com qualidade e excelência.

Em 2017, com a inauguração da terceira fábrica (também em Vinhedo), e nossa meta para este ano é ultrapassar os 100 milhões de unidades produzidas. Para isso, contamos com quase 400 funcionários nas três fábricas. A produção em SP contempla as linhas de oral care (cremes dentais e enxaguatórios), sabonetes em barra e lenços umedecidos. Em Santa Catarina são produzidos outras linhas como hidratantes, colônias, álcool em gel, além dos shampoos e condicionadores.

Entenda como funciona a terceirização de cosméticos, baixe nosso e-Book gratuito.

 

Compromisso com a qualidade

É importante lembrar que todo cosmético precisa ser aprovado pela Anvisa antes de ser lançado, por isso nosso alto padrão de qualidade se destaca nos produtos que entregamos para os seus clientes. A AGE se diferencia por ser a única empresa do segmento com um sistema de gestão certificado pelos selos ISO9001 e ISO14001 na América Latina. Quer saber mais sobre nosso compromisso? Assista um vídeo com Daniela Arend, diretora de qualidade como a AGE do Brasil.

 

crise econômica